13 fevereiro 2011

Começou a jornada da Musicoterapia



"É individual a manifestação da música em cada ser humano. A música traz a sensação de alegria, de tristeza, de recordação, de conforto e até daquilo que não é possível verbalizar.

Desconheço quem não goste de música. É um prazer para cada indivíduo. Justamente por ser um prazer, perguntei-me por anos por que seria capaz de associá-la a um trabalho. Atualmente, muitas são as pessoas que trabalham dia após dia apenas em busca do salário no final do mês, sem o prazer de executar determinada tarefa.

Estudar o ser humano e suas relações; sua mente e sua capacidade inimaginável: minha curiosidade pelo tema vai além do comportamento físico do cérebro e sua reação perante a música.

Faço terapia e vejo o quanto me faz bem. Consigo me entender e tornar melhor a minha vida com a ajuda de um profissional. E por que não ajudar a melhorar a qualidade de vida do outro? Por meio de minha própria experiência, percebo ser possível fazê-lo e o quanto quero passar isso adiante. Melhor ainda se for através da pode abstrato da música."


E esta foi minha introdução ao curso de Musicoterapia. :)

Um comentário:

Kika disse...

Adorei o texto, amiga! Desde que você começou esse curso eu já aprendi tanto com o que você conta das aulas! Tenho certeza de que você será uma ótima profissional! Muito sucesso nessa jornada! Beijos, Jacque