05 agosto 2008

Inferno Astral

Será que botar a culpa no inferno astral é justificar as coisas que dão errado nos 30 dias que antecedem o aniversário? Ou ele realmente existe? Ou nós criamos?

Nunca tive problemas com aniversário. Pelo contrário, sempre celebrei a vida. E no mundo maluco que vivemos, cada ano é uma vitória.

Não sei o que tem acontecido comigo na última semana. Irritada, inquieta, mal humorada são um dos adjetivos que me descrevem. Fico repensando os meus erros. TODOS. Pensando que não devo cometê-los, remoendo, cobrando. Ai, que horror!

Agora já é depois?
Saindo dos vinte e poucos. Entrando nos vinte e muitos.

4 comentários:

Karina disse...

mas é assim mesmo, antes mais velha e vivinha da silva, do que enterrada aos vintge e poucos

cirandadabailarina disse...

Ká, fase. Isso é uma fase. Vc vai ver. Ela vai passar, como todas passam. E eu estarei bem aqui. Como sempre estive. Beijo.

Taty disse...

Engraçado, ontem andei pensando que meu inferno astral tinha chegado com 1 mês de antecedência e lá no fundo senti um certo medo de que ele fosse durar 2 meses, mas acabei percebendo que tudo não passou de uma tpm daquelas. Se precisar e quiser desabafar, vc sabe onde me achar... bjos

Effy Pellicèr disse...

Nunca tive infernos astrais, mas com certeza irei ter. Talvez seja somente uma coincidência estar perto do aniversário, talvez seja só uma coincidência chamar inferno "astral". Talvez tudo isso seja uma grande besteira e não existem "fases". AS coisas simplesmente acontecem sem uma ordem natural ou mensal ou seja lá o que. Nós nunca sabemos. O que resta é passar pelos maus bocados, sentir-se aliviada e saber que uma hora ou outra acontecerá tudo de novo. (nossa, como fui pessimista! desculpe.)